Você sabia que!?!?!?!

Durante muitos anos a odontologia indicou o uso de instrumentais aquecidos como forma de remover o material obturador do interior do conduto radicular. No entanto, trabalhos recentes tem demonstrado que o uso destes instrumentais são capazes de gerar maior quantidade de calor do que os instrumentos rotatórios.

“Os efeitos prejudiciais do aumento de temperatura na dentina e polpa em dentes vitais, durante procedimentos restauradores, são bem conhecidos e medidas preventivas são rotineiramente empregadas. Contudo, pequena atenção é dada ao potencial deletério da transmissão de calor para a dentina, ligamento periodontal ou osso alveolar durante a remoção da guta-percha, em dentes tratados endodonticamente, para confecção da contenção intra-radicular. Injúria na dentina provavelmente aumenta sua fragilidade, com aumento da incidência de fendas e fraturas; a membrana periodontal e o osso alveolar podem sofrer necrose, resultando em redução do suporte ósseo. Os danos promovidos pelo aumento da temperatura nos tecidos de sustentação do dente dependem da duração do estímulo, do volume e da forma do dente; estes fatores são de difícil controle pelo profissional”.

Este texto foi extraído do artigo “Alteração da temperatura radicular externa durante o preparo para contenção intra-radicular”

Cláudio Maníglia FERREIRA*
Iara Augusta ORSI**
Izabel Cristina FRÖNER***

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Clique sobre esta imagem para ascessar o trabalho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s